Gin | Tipos de Gin

Gin (ou gim) é uma bebida destilada feita de álcool de cereais de sabor neutro, aromatizados com botânicos (“botanicals”). Botânicos são as ervas, frutas, especiarias, cascas, raízes, flores, etc… que aromatizam o gin.

O principal botânico do gin é o zimbro (“juniper”). Mas há muita liberdade para a escolha dos botânicos, e é isso que faz com que o gin seja especial. Ao contrário de outros destilados, como a vodca, o gin tem muito sabor.

Gins são também relativamente baratos e fáceis de produzir, e não precisam ser envelhecidos. Isso facilita o surgimento de diversas marcas e estilos de gin ao redor do mundo.

Para ser classificado como gin, o destilado precisa ter pelo menos 40% de álcool (ABV) nos EUA e 37,5% na Europa. E precisa ser feito através da infusão de botânicos (principalmente zimbro) em um álcool de sabor neutro.

Botânicos

Botânicos são as ervas, frutas, especiarias, cascas, raízes, flores, etc… que aromatizam o gin.

O principal botânico do gin é o zimbro (“juniper”). Mas há muita liberdade para a escolha dos botânicos, e é isso que faz com que o gin seja especial. Ao contrário de outros destilados, como a vodca, o gin tem muito sabor – e muita variedade de sabor – por causa da adição dos botânicos.

Bagas de zimbro
  • Zimbro (juniper): o principal botânico do gin. Sem ele não existe gin. Seus óleos essenciais proporcionam um aroma de pinho e um toque de amargor ao paladar
  • Sementes de coentro: tem um sabor um pouco picante e cítrico, e um leve gosto de nozes quando esmagado
  • Casca seca de laranja: adiciona notas cítricas e uma doçura delicada ao gin
  • Casca de limão / limão siciliano: adiciona notas cítricas ao gin
  • Raiz de angélica: faz par com o zimbro no gin e é difícil separar quais notas vêm de quais. Adiciona um final seco e uma doçura complexa ao gin
  • Raiz de orris: nome dado aos rizomas secos das espécies de lírio Iris germanica ou Iris pallida. Ajuda principalmente a fixar os sabores e aromas do gin, é pouco perceptível ao olfato e paladar
  • Cardamomo: adicionam uma certa dormência e um sabor medicinal ao gin. São altamente aromáticas com um poderoso sabor
  • Alcaçuz: tem sabor açucarado semelhante ao aniz. Dá ao gin uma textura mais viscosa.
  • Canela: adiciona um sabor doce e picante de canela ao gin

Como o gin é produzido?

Gin é uma bebida alcoólica obtida por destilação. Primeiro destila-se um álcool de cereais (trigo ou cevada) de sabor neutro – etanol puro, basicamente. Depois, são adicionados os botânicos juntamente com a água até que os sabores desejados sejam alcançados.

Há quatro métodos principais de produção de gin:

Maceração (steeping): método mais comum de produção de gin. O álcool de cereais é misturado aos botânicos dentro de um alambique e macerado por até 48 horas – essa mistura é aquecida e passa por um novo processo de destilação. Depois disso, água é adicionada para ajustar o teor de álcool e sabor do produto final.

O vídeo a seguir (em inglês) mostra o processo de produção de gin (London Dry) por maceração em uma microdestilaria.

Infusão por vapor (vapor infusion): neste processo, os botânicos não entram em contato direto com o álcool de cereais. Ao invés disso, são colocados no alambique dentro de cestos que ficam acima do álcool de cereais. O álcool é aquecido, evapora e se infunde com os botânicos. O vapor então é condensado e água é adicionada.

O vídeo a seguir (em inglês) mostra esse processo de produção de gin na destilaria do gin Bombay Sapphire.

Combinação dos dois anteriores: há destilarias que combinam os dois métodos. Alguns botânicos são macerados no álcool de cereais, enquanto outros são colocados em cestos sobre o álcool de cereais que, ao ser aquecido, é infundido com estes outros botânicos.

O vídeo abaixo (em inglês) mostra esse processo combinado para o produção do gin Hendrick’s:

Destilação a vácuo (vacuum distillation): neste processo, a destilação dos botânicos é realizada em vácuo. O vácuo reduz o ponto de ebulição do etanol, fazendo com que os botânicos fiquem menos cozidos – e perdem menos componentes de sabor e aroma – que em um alambique comum. O resultado seria um gin com sabores mais naturais e refrescantes.

O vídeo abaixo (em inglês) mostra o processo de destilação por vácuo feito pela Sacred Gin. Todo o processo é feito na própria casa do fundador:

Tipos de Gin

Há diversas classificações para os tipos de gin. Os gins podem ser classificados por método de produção, tipos de botânicos utilizados, graduação alcoólica, nível de doçura, etc.

Abaixos listamos as principais características para 5 importantes tipos de gin.

London Dry Gin

Gordon’s é a marca mais vendida de London Dry Gin no mundo

London Dry Gin é o mais popular, tradicional e a referência em termos de qualidade. Com uma nota de zimbro muito pronunciada, é leve, aromático e muito seco. Apesar do nome, este tipo de gin pode ser feito em qualquer lugar do mundo.

Onde é produzido: apesar do nome “London Dry”, pode ser produzido em qualquer lugar do mundo

Processo de produção: todos os ingredientes de sabor são extraídos antes ou durante a destilação – nada pode ser adicionado posteriormente

Notas de degustação: zimbro, pimenta, cítricos, laranja amarga, coentro, noz-moscada, lavanda, aniz, limão, laranja, amêndoa, mel, chocolate

Doçura: há pouca ou nenhuma doçura em um London Dry gin

Teor alcoólico: pelo menos 37,5%

Principais marcas: Bombay Sapphire, Tanqueray, Beefeater London, Sipsmith, Bluecoat, Hayman’s, Highclere Castle

Plymouth Gin

Plymouth Gin é apreciado pelo seu estilo leve e sabor cítrico

Plymouth Gin é um gin de estilo mais leve que o London Dry e com notas cítricas. É produzido na cidade de Plymouth, no Sul da Inglaterra, pela Plymouth Gin Distillery. Funciona bem em quase todos os coquetéis com gin.

Onde é produzido: Plymouth, no Sul da Inglaterra, pela Plymouth Gin Distillery

Botânicos: zimbro, sementes de coentro, casca de laranja, casca de limão siciliano, raiz de angélica, cardamomo verde, raiz de lírio

Teor alcoólico: 41,2%

Coquetéis: Dry Martini, Dirty Martini, Gin Tônica – pode ser usado em quase todos os coquetéis com gin

Principais marcas: Plymouth Gin (única marca existente)

É um gin com alta graduação alcoólica. Deve ter pelo menos 57% ABV. A nomemclatura foi crida pela Plymouth Gin Distillery.

Teor alcoólico: pelo menos 57%

Coquetéis: gin tônica, gimlet

Principais marcas: Plymouth, Hayman’s, Perry’s Tot, Black Powder, Far North, Elephant Gin, Defiance, BeauFort, Seven Crofts, Crossbill 200, Bowchaser, Sipsmith’s V.J.O.P

Old Tom Gin

É um pouco mais doce que o gin London Dry e um pouco mais seco que o Genever.

Principais marcas: Hammer & Son, Barr Hill, Tanqueray, Citadelle, Hayman’s, Greenhook, Spring44, Zuidam Distillers, Copper & Kings, Anchor’s, Sacred Gin, Ransom Spirits

Genever | Genebra

Não é exatamente um gin, mas é conhecido como a origem dos outros tipos de gin. Tem um sabor robusto, principalmente por utilizar grãos maltados (vinho de malte). É produzido principalmente na Holanda e na Bélgica, bem como em áreas específicas da França e da Alemanha.

Onde é produzido: Holanda e na Bélgica, bem como em áreas específicas da França e da Alemanha.

Sabor: Tem um sabor neutro, como vodca, com um leve aroma de zimbro. O sabor do malte supera o sabor do zimbro

Coquetéis com gin

Listamos abaixo os coquetéis mais tradicionais preparados com gin.

20th Century: gin, Kina Lillet (licor de vinho branco, frutas e quinino), creme de cacau (licor de cacau) e suco de limão siciliano

Aviation: gin, licor de maraschino (licor de cerejas azedas), crème de violette (licor com aroma de violetas) e suco de limão

Bee’s Knees: gin, suco de limão siciliano, suco de laranja (opcional) e mel

Dry Martini: gin, vermute seco, servido com azeitona ou óleo da casca de limão

French 75: gin, champanhe, suco de limão e açúcar (de confeiteiro ou xarope de açúcar)

Gibson: gin, vermute seco, decorado com um picles de cebola

Gimlet: gin e suco de limão, servido com uma fatia de limão

Gin Tônica (Gin and tonic): gin e água tônica colocados sobre gelo em um copo alto, decorado com uma fatia de limão.

Gin Fizz: gin, suco de limão, açúcar e água com gás (soda water) servidos em um copo “old fashioned”, decorado com casca de limão

Gin Sour: igual ao gin fizz, mas sem a adição de água com gás

Lonkero: gin e refrigerante de toranja (grapefruit)

Monkey Gland: dry gin, suco de laranja fresco, grenadine e absinto. Sirva em taça de coquetel gelada

Negroni: gin, vermute vermelho e Campari, servido com casca de laranja

Pink Gin: Plymouth gin, água, angostura bitters

Ramos Gin Fizz: gin, clara de ovo, suco de limão, suco de limão siciliano, creme, água com gás (soda water) e água de flor de laranjeira

Singapore Sling: gin, licor de cereja, Cointreau, DOM Bénédictine, suco de abacaxi, suco de limão, xarope de grenadine, Angostura bitters, servido com abacaxi e cereja ao maraschino

Tom Collins: gin Old Tom, suco de limão siciliano, xarope de açúcar e água com gás

Vesper: gin, vodca e Lillet Blanc

White Lady: gin, triple sec (Cointreau), suco de limão siciliano e clara de ovo (opcional), servio em taça dry martini (ou cocktail glass)

receita de gin tônica ou gin tónico

Gin Tônica | Gin Tónico

Receita tradicional do gin tônica, coquetel preparado com gin e água tônica despejados sobre grande quantidade de gelo.
Tempo Total 5 mins
RefeiçãoBebidas
CozinhaBritânica
Serve 1 coquetel

Equipamento

  • 1 taça copa balloon ou copos highball ou collins (para colocar bastante gelo)

Ingredientes
  

  • 50 ml de gin (cerca de 3 colheres de sopa)
  • 100 ml de água tônica (cerca de 7 colheres de sopa)
  • 1 fatia de limão (PT: lima)
  • gelo suficiente para encher o copo

Instruções de Preparo
 

  • Taça: se tiver tempo, coloque a taça/copo dentro do congelador para deixá-lo bem gelado
  • Gelo: coloque gelo até a borda da taça; se o copo não estiver gelado, gire delicadamente o gelo para que as paredes da taça fiquem frias; retire a água que se acumular na taça
  • Gin: adicione 50ml de gin – em casa, o gin pode ser deixado em congelador para que fique bem frio
  • Limão: esprema a fatia de limão ligeiramente e coloque-a dentro do copo/taça
  • Água tônica: complete o copo com a água tônica, que deve estar bem fria
  • Servir: mexa e sirva; beba de preferência em até 15 minutos, para que o gin não fique muito aguado

Video

IMPORTANTE

Gin tônica é normalmente preparado com uma proporção de gin para tônica de 1:1 até 1:3, isto é, 1 parte de gin para 1 parte de tônica (mais forte) até 1 parte de gin para 3 partes de tônica (mais fraco)
A maior parte dos bartenders e fabricantes recomendam 1:2, isto é, 1 parte de gin para 2 partes de água tônica. É esta a proporção que utilizamos nesta receita.
Sugerimos testar com diferentes proporções e diferentes marcas de gin. Cada gin terá uma proporção ideal para diferentes paladares e ocasiões.
Não tem uma taça para gin? Use uma taça de de vinho grande
Keywordcoquetéis, drinks, gin